fbpx

Quem nunca olhou para um artista popstar e quis entender como ele conseguiu chegar no topo? Será que existe uma fórmula para chegar no topo? Na real, para um artista fazer sucesso ou ter sua música “hitada” não existe fórmula mágica. Ter talento é fundamental, mas não é tudo. É preciso muito planejamento, estratégia, estudo, observação de mercado e constância. Existe a receita básica para um lançamento, como, por exemplo, as estratégias para o pré save, pré lançamento e manutenção, mas é muito importante não fazer disso no “modo automático”. 

O mercado da música e do marketing estão sempre se atualizando. Ideias inovadoras e fora da caixinha não são só interessantes, mas podem ser o grande diferencial do seu trabalho. Para não cair na mesmice e conseguir se destacar é importante muito estudo e acompanhamento das tendências do mercado. Os insights virão por meio de reuniões de brainstorm com a sua equipe, escrevendo a sua ideia num papel e pesquisando referências.

Outra dica muito importante é a necessidade de constância nos lançamentos. Crie um catálogo! Se você lança a sua maior aposta musical de primeira, muito provavelmente isso não te tornará um artista pop. Construa primeiro a sua imagem, faça as pessoas reconhecerem seu nome, acumule uma quantidade razoável de lançamentos nas plataformas digitais, conquiste ouvintes mensais para depois lançar a sua grande aposta. Além disso, lançando músicas aos poucos, você consegue ir sentindo o que dá certo e o que não dá para você.

Mas atenção! Não é porque você precisa se planejar e conhecer o mercado antes de lançar o seu hit que você vai adiá-lo eternamente, ok? Pegue pelo menos uma música a cada dois meses para ser sua música de trabalho. Aquela música que você vai depositar toda sua energia, dedicação, planejamento e investimento. Sabe aquela carta na manga que você sempre quis usar mas estava esperando o momento certo? É na música de trabalho que você deve usar! 

Nessa aposta, é importante ganhar visibilidade de diversas maneiras: clipe, coreografia oficial, live de lançamento, destaque na TV, pauta na imprensa, pitching e capa em playlists nas plataformas digitais. O retorno pode ser imediato, mas também pode ser a médio prazo. As músicas “menores” você vai se dedicar e lançar lindamente, mas não gaste suas fichas nelas, beleza?

Close Panel