O poder de uma boa análise de dados

Quando se fala no mundo digital, do streaming e das redes sociais, quem sabe ler e lidar com dados acaba saindo na frente. O Big Data, ou seja, o banco de dados de uma empresa, é uma ferramenta poderosa para o crescimento de uma marca. (lembrando que você, artista, é a sua própria marca, ok?). Mas afinal, como buscar e fazer uso dos números para melhorar suas estratégias?

O primeiro passo, antes mesmo de lidar com as estatísticas, é entender onde você está e em qual momento da sua carreira você se encontra. O crescimento é um processo gradual e para estabelecer os seus objetivos você precisa entender o que se encaixa melhor na sua realidade. Faça um levantamento de dados para ter um panorama geral do mercado no qual você está inserido e, além disso, sempre estabeleça metas de curto, médio e longo prazo, elas vão te ajudar a quantificar melhor sua evolução e a traçar objetivos mais sólidos.

Os dados te dão oportunidade de fazer testes. Você pode e deve testar diferentes estratégias em diferentes plataformas e descobrir o que funciona pra você, afinal sua relação com o público está constantemente se reconstruindo e é muito normal os resultados estarem sempre mudando. A grande vantagem do mundo digital é justamente você conseguir saber de forma rápida o que te traz retorno positivo e o que não, então busque sempre utilizar os dados para evitar gastos desnecessários de energia em planos e estratégias que não darão certo pra você.
Uma vez que você estiver alcançando resultados, busque sempre entender as origens principais dos seus streams (eles costumam vir de playlists? De um site? De alguma rede social específica?), isso vai te ajudar a direcionar melhor os seus esforços na hora de planejar um lançamento, por exemplo. Além disso, uma dica essencial é: não subestime a importância do benchmarking, ou seja, não desvalorize uma boa análise da concorrência. Entender os seus concorrentes e se espelhar em outros artistas que você admira permite que você esteja sempre por dentro do que está em alta no mercado, além de abrir portas para releituras e inspirações que podem te ajudar a se reinventar em momentos de bloqueio criativo.

Por fim, é sempre bom lembrar: seja fiel a você mesmo como artista! Com o impacto das redes sociais e o constante surgimento de trends, muitas vezes vemos artistas entrando em “ondas” que não tem nada a ver com a identidade dele ou do seu público, simplesmente porque os números relacionados àquele assunto, dancinha, corrente, etc. estão em alta no momento.

Tenha calma! Logo logo vai viralizar alguma coisa que tenha a ver com a sua marca e que você vai poder participar também, só é preciso ter paciência e aprender a se aproveitar dos “hits” certos e que realmente fazem sentido para você.